ATENDIMENTO (19) 3565-7490

  1. 11/10/2017 08:51

    A Ala 4, localizada na cidade de Santa Maria, no Rio Grande do Sul, abriu mais uma vez suas portas para que a sociedade local pudesse conhecer o trabalho de seus militares e suas instalações. Como parte da programação da EXPOAER 2017, a demonstração da Esquadrilha da Fumaça aconteceu na tarde do dia 8 de outubro para um público de mais de dez mil pessoas. O Comandante da Ala 4, Coronel Clauco Fernando Vieira Rossetto, comparou a Esquadrilha da Fumaça com o povo brasileiro. "A Fumaça representa a alegria e é igual ao brasileiro que tem esse espírito feliz, comunicativo e integrador. E a Esquadrilha faz exatamente isso, a integração e a união de toda a comunidade em um momento emocionante para todos". O Coronel Rossetto também explicou sobre as atrações do evento. "Os trabalhos para que a EXPOAER ficasse pronta para a população iniciaram há um ano. Fizemos um evento para que todos pudessem conhecer os segmentos da Força Aérea Brasileira, como os Esquadrões que aqui se localizam, o controle de voo, o comando de preparo. Enfim, um panorama amplo da FAB, mostrando a defesa e a integração do nosso país". A Guarnição de Aeronáutica de Santa Maria foi criada em 1970 e, ao longo de sua existência, tem cumprido sua missão de representar o Comando da Aeronáutica na região Centro-Oeste do Estado do Rio Grande do Sul. No final de 2016, a Base Aérea de Santa Maria foi desativada e passou a ser conhecida como Ala 4. Conheça mais as unidades da Ala 4: Esquadrão Poker e Esquadrão Centauro: o Primeiro Esquadrão do Décimo Grupo de Aviação (1°/10º GAV), Esquadrão Poker, e o Terceiro Esquadrão do Décimo Grupo de Aviação (3º/10º GAV), Esquadrão Centauro, que trabalham com a aeronave A-1, são pólos no desenvolvimento de procedimentos para ações de ataque, reconhecimento aéreo e controle aéreo avançado, sendo capazes de executar missões de ataque ao solo com precisão, utilizando armamento inteligente ou não. Esquadrão Pantera: equipado com helicópteros H-60, Black Hawk, o Quinto Esquadrão do Oitavo Grupo de Aviação (5º/8º GAV) é responsável por cumprir ações de defesa aérea, escolta, ataque, apoio aéreo aproximado, evacuação aeromédica, transporte aéreo logístico, infiltração e exfiltração aérea e busca e resgate. Esquadrão Hórus: o Primeiro Esquadrão do Décimo Segundo Grupo de Aviação (1º/12º GAV) é o primeiro esquadrão a utilizar sistemas de aeronaves remotamente pilotadas para execução de ações de reconhecimento aéreo e controle aéreo avançado, atuando como posto de comunicações no ar. Opera as aeronaves Hermes RQ-450 e RQ-900, as quais possuem grande alcance e autonomia, permitindo vigilância contínua e discreta sobre objetivos de interesse. Esquadrão Mangrulho: o Quarto Esquadrão do Primeiro Grupo de Comunicações e Controle (4º/1º GCC) tem como missão instalar, manter e operar um Centro Diretor Aerotático. É deslocado, quando necessário, para prover adequada cobertura de radar e de comunicações em apoio às Operações Aéreas. Presentes ainda na Ala 4, estão o Grupo Logístico, que planeja, executa e controla as atividades logísticas de manutenção das aeronaves e o Esquadrão de Segurança e Defesa, responsável pela Segurança das Instalações que compõe a Guarnição de Santa Maria, trabalhando com o apoio de Cães de Guerra e policiamento a cavalo. A Guarnição de Aeronáutica de Santa Maria conta ainda com o Grupamento de Apoio, o Destacamento de Saúde e o Destacamento de Controle do Espaço Aéreo (DTCEA), que executa atividades operacionais e de manutenção de equipamentos, diretamente vinculadas ao sistema de controle do espaço aéreo brasileiro, em uma área de quarenta milhas náuticas de raio que tem como centro o aeródromo de Santa Maria, seguindo as diretrizes do Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA).

  2. 10/10/2017 16:08

    Com o boné da Fumaça, ao lado de sua família, o jornalista Rafael Henzel, um dos sobreviventes do acidente com a delegação da Associação Chapecoense de Futebol, assistiu à demonstração da Esquadrilha da Fumaça na tarde deste sábado, dia 7 de outubro, na cidade de Chapecó. O acidente de avião aconteceu em 2016, no trecho de Santa Cruz de La Sierra (Bolívia) a Medellín (Colômbia). Henzel recebeu a equipe da Esquadrilha da Fumaça no aeroporto de Chapecó, assim que as aeronaves pousaram na cidade. Muito emocionado, ele comentou como é grato ao trabalho da Força Aérea Brasileira. "Eu tenho um carinho muito especial pela Força Aérea. Retornei da Colômbia, depois do acidente, com a FAB, sendo muito bem tratado por todos. E foi um incentivo muito grande para mim a Força Aérea ter ido me buscar, junto com o jogador Allan Rouchel, para me trazer para casa, perto dos meus amigos, da minha família e do povo chapecoense". Muito satisfeito com a demonstração da Fumaça, ele afirmou o que mais o emocionou. "Foi o fato de meu filho ter assistido pela primeira vez as acrobacias da Esquadrilha. Nós já tínhamos visto em 2011, mas ele era muito pequeno quando a Fumaça se apresentou aqui nesta época. Hoje, ele pôde assistir algo que eu considero espetacular que é o trabalho da Esquadrilha da Fumaça". E revelou, quando avistou as aeronaves chegando com a equipe da Fumaça no aeroporto de Chapecó, mais cedo: "eu particularmente tenho um carinho muito especial pela Força Aérea, porque ela esteve presente em um momento muito difícil da minha vida. Hoje, quando pousou o C-130 Hércules, foi uma emoção muito diferente, porque foi essa aeronave que trouxe nossos amigos. E o Legacy que trouxe os dois sobreviventes, eu e o jogador Allan Rouchel. É uma mistura de sentimentos e uma gratidão muito grande. Estou extremamente emocionado pela Esquadrilha da Fumaça estar aqui na minha cidade de Chapecó".

  3. 10/10/2017 16:03

    Há aproximadamente um ano, a cidade de Chapecó ficou em evidência em todo o país após o acidente de avião que ocorreu com integrantes da delegação da Associação Chapecoense de Futebol, com jornalistas brasileiros e com empresários da cidade, no trecho de Santa Cruz de La Sierra (Bolívia) a Medellín (Colômbia). Nessa ocasião, a Força Aérea Brasileira (FAB) teve uma atuação importante na missão de traslado ao Brasil dos corpos das vítimas do acidente. “Somos eternamente gratos ao trabalho da FAB. Em breve, pretendemos homenageá-la com um monumento aqui na cidade. E para aproximarmos ainda mais da instituição, fizemos esse convite à Esquadrilha da Fumaça que irá trazer mais alegria e emoção ao povo chapecoense”, afirmou o diretor-geral de modernização administrativa da prefeitura, Diego Ferraz. A apresentação da Esquadrilha da Fumaça irá acontecer no dia 7 de outubro, às 16h, em frente à faculdade Uno Chapecó, localizada na Avenida Senador Attílio Fontana, 591-E, Efapi. A exibição faz parte das comemorações do centenário da cidade e da programação de uma das maiores feiras multissetoriais do Brasil, a EFAPI – Exposição Agropecuária, Industrial e Comercial de Chapecó. Segundo Diego, um dos fatores que também motivou o convite para a Fumaça se apresentar em Chapecó é tentar criar uma cultura aeroportuária na cidade. “O número de pessoas que circulam em nosso aeroporto só está aumentando. Se compararmos com oito anos atrás, houve um aumento de quase 300 mil pessoas por ano. A presença da Fumaça em nosso município torna ainda mais real a importância de aprimorar o setor na cidade”, destacou. Para a demonstração da Fumaça, Diego afirma que a expectativa de público da Prefeitura é de 30 a 40 mil pessoas. A apresentação em Chapecó é a primeira cidade dentro de um circuito de demonstrações aéreas da Fumaça pela região Sul do país. Veja quais cidades vão receber a Fumaça nos próximos dias: 08/10 – Santa Maria (RS) – Ala 4 (BASM) 12/10 – Canoas (RS) – Ala 3 (BACO) 13/10 – Carlos Barbosa (RS) 14/10 – Florianópolis (SC) – Beira Mar continental 15/10 – Curitiba (PR) – Aeroporto de Bacacheri – Aeroclube do Paraná *Outras informações com a Seção de Comunicação Social da Esquadrilha da Fumaça pelo telefone: (19)3565-7236. Acesse o link para ver a programação da EFAPI: http://www.efapi.com.br/inicial.

  4. 15/09/2017 15:12

    Sete estados brasileiros vão receber a Esquadrilha da Fumaça até outubro. Na agenda de demonstrações está previsto, inclusive, a passagem da Fumaça por todos os estados da região Sul que poderão assistir as acrobacias durante trinta minutos de muita adrenalina.

    As apresentações já começam neste final de semana nas cidades de Taubaté (SP) e Brasília (DF). No Dia da Independência, 7 de setembro, em Brasília, a Esquadrilha irá encerrar o evento, com a presença de milhares de pessoas que comparecem, tradicionalmente, ao desfile cívico-militar. Os “Portões Abertos” de Anápolis e o aniversário do Aeroclube de Pirassununga também poderão contar com a presença das aeronaves da Esquadrilha.    

    A partir de 7 de outubro, a equipe da Fumaça dará início às apresentações no Sul, quando cidades dos estados de Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Paraná poderão receber as acrobacias do Esquadrão. Finalizando o mês de outubro, a Esquadrilha também fará demonstrações nos “Portões Abertos” da Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR), em Barbacena, e MUSAL, no Rio de Janeiro. 

    Acompanhe as atualizações da agenda da Fumaça neste link e nas redes sociais: 

    1.    Dia 02/09 – 15h - Taubaté (SP)
    2.    Dia 03/09 – 16h - Brasília (DF)
    3.    Dia 07/09 – após o Desfile do Dia da Independência – Brasília (DF)
    4.    Dia 10/09 – 16h – Anápolis (GO)
    5.    Dia 24/09 – Pirassununga (SP)
    6.    Dia 07/10 – Chapecó (SC)
    7.    Dia 08/10 – Santa Maria (RS)
    8.    Dia 12/10 – Canoas (RS)
    9.    Dia 13/10 – Carlos Barbosa (RS)
    10.    Dia 14/10 – Florianópolis (SC)
    11.    Dia 15/10 – Curitiba (PR)
    12.    Dia 21/10 – Barbacena (MG)
    13.    Dia 22/10 – Rio de Janeiro (RJ)

    Matéria: Tenente Cocate
    Edição: Capitão Glauber
    Fotos: Sargento Bruno Batista

4 Produto(s)

Direção Descendente