Com dois dias de evento e cerca de 60.000 pessoas, a Esquadrilha da Fumaça participou, neste sábado e domingo, do Musal Airshow, na capital fluminense. O local do evento, o Museu Aeroespacial, é o berço da aviação militar no país e é, também, onde o Esquadrão teve a sua origem, há 67 anos. Marcado por diversas atrações aéreas e em solo para todas as idades, o evento fecha o calendário de Portões Abertos da Força Aérea Brasileira (FAB), que concentra no mês de outubro boa parte das suas festividades relacionadas ao Dia do Aviador e da FAB, comemorado no dia 23. "Foi a primeira vez que assisti a uma demonstração da Esquadrilha da Fumaça. Achei simplesmente incrível! Foi pura emoção!", nos conta a estudante de Administração e moradora do Rio de Janeiro, Débora Morato. "Tenho que agradecer a Esquadrilha da Fumaça por mais uma ano e me emocionar com a apresentação", também nos conta o Helmut Brandt, morador da cidade. Após pouco mais de quatro anos no Esquadrão e ser a primeira mulher mecânica da equipe, a Sargento Rogéria Marin Pimentel, Anjo da Guarda especialista em Equipamentos de Voo, realizou a sua última missão pela Esquadrilha da Fumaça neste final de semana. "É um momento com um misto de tristeza e de alegria para mim. Tristeza, porque deixo este Esquadrão que eu amo e que me deu muitas oportunidades para cumprir o meu trabalho. Felicidade, porque encerro a minha missão e um ciclo da minha carreira, para começar outro". Ela segue agora para a cidade de Natal/RN, na Ala 10 da Força Aérea Brasileira. O evento marcou o último deslocamento da Fumaça para demonstração na temporada de 2019, sendo que a próxima apresentação, prevista para o dia 25 de novembro, em Campinas/SP, será operada a partir de Pirassununga/SP, sede do Esquadrão. Para mais detalhes e acompanhar a rotina da Fumaça, acesse também o seu Facebook, Instagram, Twitter, Youtube e Flickr.