“A ideia da segunda edição da ASA BRASIL é ampliar o sucesso da primeira convenção ocorrida em 2016”. A afirmação é do Comandante da Esquadrilha da Fumaça, Tenente-Coronel Líbero Onoda Luiz Caldas. Na 2ª Convenção para Agenda de Show Aéreo Brasileira, a ASA BRASIL, pretende-se criar uma agenda de shows aéreos no país, promovendo um melhor planejamento dos eventos, facilitando para todos os participantes de demonstrações aéreas no Brasil em geral. A grande intenção da ASA BRASIL é criar um grupo de representação do show aéreo no país, dando voz a uma coletividade que trabalha com a área. Na primeira edição do evento, tentou-se lançar a ideia da concepção de uma entidade. Já na segunda, pretende-se dar os primeiros passos reais para facilitar na efetivação desta entidade. “Estamos abrindo as portas, promovendo o intercâmbio entre os participantes para que possam se organizar em busca de um melhor planejamento”, salientou o Ten-Cel Caldas. Ele ainda ressaltou que os temas a serem abordados nas palestras do evento já foram lançados nos fóruns de discussão para que os participantes possam apresentar conhecimentos prévios e chegar à ASA com maior embasamento. Overview of the Air Shows Industry A ASA BRASIL terá dois palestrantes internacionais. O primeiro é o CEO da International Council of Air Shows (ICAS), o Conselho Internacional de Shows Aéreos (ICAS), John Cudahy. Ela irá falar sobre como são feitos os shows aéreos nos E.U.A. e Canadá, países que muito priorizam a segurança nos voos e dos espectadores, e como é a relação dos organizadores dos eventos com a entidade governamental dos Estados Unidos, a Administração Federal de Aviação (FAA), responsável pelos regulamentos da aviação civil. Outro tema a ser abordado por ele é o próprio ICAS. Na apresentação, será mostrada a estrutura do conselho, as atribuições do ICAS e da FAA e os planos de expansão além dos E.U.A. e Canadá, como México, China, Austrália e Brasil. Air Boss em show aéreo Air Boss é um termo utilizado para designar o Chefe de Operações de um show aéreo nos Estados Unidos. Um dos Air Boss mais conceituados do mundo, Raplh Royce, fará uma palestra, a segunda internacional da ASA, sobre a sua experiência de 41 anos em mais de 100 shows aéreos pela América do Norte, em eventos como o “Wings Over Houston Airshow”, e os 50 anos da Força Aérea dos Estados Unidos. Regulamentação de shows aéreos Como representante da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), Wagner de Souza Morais irá mostrar as recentes atualizações na regulamentação que irão influenciar nos shows aéreos. Sua palestra irá abordar os regulamentos, doutrinas e ideias que irão direcionar o público para compreender melhor as perspectivas do show aéreo nos próximos anos, criando possibilidades de negócios. Agenda Brasileira de Shows Aéreos Assim como foi feito no ano passado, o público da ASA BRASIL irá se reunir para sugerir uma agenda de shows aéreos no país em 2018. Assim, organizadores, patrocinadores e demonstradores poderão ter um planejamento anual, conciliando eventos e desconflitando datas, de forma a criar uma sequência lógica para racionalizar a agenda de shows aéreos pelo Brasil. Representação de show aéreo no Brasil Através de um debate entre o público presente e da apresentação de uma proposta de estatuto, serão dados os primeiros passos para a criação de uma entidade de representatividade ao show aéreo no Brasil. O debate será mediado pela ASA Brasil, e a proposta será apresentada pelo Comandante Francisco Lyra, sócio do International Brazil Air Show (IBAS), organizador por sete anos da LABACE e ex-presidente da Associação Brasileira de Aviação Geral (ABAG), Membro do Conselho Diretor do International Business Aviation Council (IBAC). Francisco Lyra vem estreitando laços com o ICAS, FAA, demonstradores e entidades civis e militares do Brasil para tentar promover o show aéreo brasileiro. Carreira e sucesso no aerodesporto Um dos atletas brasileiros mais populares no esporte-paraquedismo no Brasil, Luigi Cani, será um exemplo de sucesso apresentado na ASA. Sua palestra irá abordar a forma de se manter no Brasil, de forma promissora, na carreira de aerodesporto, além de outros detalhes, como criação de projetos e busca de patrocinadores. Educação e Tecnologia em Show Aéreo Além do interesse em criar uma agenda de shows aéreos no Brasil e uma entidade que possa representar os envolvidos na área, o evento também apresenta palestras que foram pensadas para todos os tipos de públicos, obtendo ganhos no cenário do show aéreo. Um dos temas a serem abordados é Educação e Tecnologia, mostrando o projeto já existente nos E.U.A. de agregar valor ao evento aéreo, aproximando o mundo da aviação a uma visão educacional. Várias são as formas de estabelecer esse contato, e três delas serão mostradas em palestras no evento. O projeto da empresa Embry Riddle com a Fumaça visa produzir materiais educacionais a serem levados para estudantes de escolas e de faculdades, a fim de levar conhecimento sobre todos os bastidores necessários para se atingir o sucesso no show aéreo. Dessa forma, haverá um incentivo para que estudantes possam conhecer o trabalho dos profissionais, motivando-os a seguir as várias carreiras da aviação. Mais duas ideias serão apresentadas na ASA, como o projeto SENAI (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial) de levar conhecimentos e informações sobre profissões ligadas à aviação para eventos aéreos, por meio de educação móvel, e a proposta “Inspirando Gerações” da Fundação Astronauta Marcos Pontes, já iniciada há alguns anos na cidade de Bauru (SP), onde o evento aéreo apresentou muito mais do que shows de aviação, mas também pretendeu infundir às pessoas a busca pelos seus sonhos. Experiência e shows aéreos no Brasil História viva de shows aéreos no país, conhecido pelo voos liderando os lendários T-6 e o belíssimo Beachcraft do Circo Aéreo Extreme, Carlos Edo irá apresentar sua história, doutrinas e idéias sobre o tema e como é viver de show aéreo no Brasil. Planejamento logístico de shows aéreos As ações necessárias para se organizar um grande evento na área de aviação serão apresentadas pela promotora Edna Nunes. Por muitos anos, ela vem organizando eventos na área, como os “Portões Abertos” de São Paulo, em que estiveram presentes mais de 100 mil pessoas. Participação da Esquadrilha da Fumaça em shows aéreos O público da ASA também poderá assistir à apresentação do Capitão Thiago Romeiro Capuchinho, piloto número 2 da Esquadrilha, sobre as obrigações operacionais e logísticas da Fumaça em uma atividade fora de sede, incluindo as atividades da missão precursora, durante e após as demonstrações: as necessidades de cada etapa, os atores envolvidos na missão etc. *Outras informações com a Seção de Comunicação Social da Esquadrilha da Fumaça pelo telefone: (19) 3565-7236. *Inscrições para o evento: http://www.fumaca.org/asa2017/*